sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Das cordialidades e suas entrelinhas

Espero que esteja bem
espero que esteja muito melhor que bem
espero que esteja sorrindo agora
espero que pense em mim toda hora
espero que me lembre no meio do seu dia corrido
espero que sempre agradeça ter me conhecido
espero que só de vez em quando feche os ohos para se lembrar do meu rosto
espero que de vez em quando aconteça sempre
espero que me ligue pela manhã para dividir um sonho estranho
espero te sentir ofegante e assustado
espero te dar outro beijo molhado
espero poder sair do seu coração direto para o suor na sua mão
espero estar bem no meio do frio de sua barriga
espero você inteiro
espero ainda que em movimento
espero ainda que menos
espero ainda...

6 comentários:

  1. E espero ler tantas outras crôncas assim aqui.

    Um beijo e tua crônica saltita poeticamente em mim.

    Carmen.

    ResponderEliminar
  2. Carla, Carmen e Macio...

    Espero a leitura de vcs sempre... E essa sempre chega! =)Obrigada!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Também tenho esperado tantas coisas nas entrelinhas, amiga...

    Amei, Aline!

    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  4. É Luana....
    Acho que o que dizem é mesmo verdade... " Quem espera sempre se "cansa"... =)
    Beijo

    ResponderEliminar